All for Joomla All for Webmasters

A Ao vivo

Previous Next

Fernanda Abreu - SESC Belenzinho (06.04.18)

User Rating: 0 / 5

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

Ela é funk, é soul, é rock, é pop. Ela é Fernanda Abreu. E se engana quem pensa que a arista carioca, perto de seus 60 anos, vive da nostalgia de hits como Kátia Flávia, aquela mesma ao lado de Fausto Fawcett, ou então Rio 40º e tantas outras enraizadas no pop nacional ao longo das últimas décadas... incansável e em plena atividade, Fernanda Abreu trouxe a SP o bom show de seu último trabalho, Amor Geral, de 2016.

Com duas noites esgotadas no SESC Belenzinho, algumas coisas precisam ser ditas. A primeira dessas é a de que Fernanda, um dia, foi acusada de ser bairrista pelo público paulista ou por algum veículo que nem se vale de pesquisa. Em perfeita sincronia com o público, a artista carioca mostra que é muito mais que uma resistência de ritmos como o funk – e aí pense sempre naquele da década de 70 como a Furacão 2000 – ou o pop. Está tudo no caldeirão e pronto para fazer dançar. Algo que acontece ao longo de pouco mais de 1h30 de show.

Performer de primeira categoria, Fernanda Abreu vai muito além da preservada voz que a abençoa durante toda a apresentação. Acompanhada de uma backing vocal e uma dançarina, transforma o seu show em baile, engatando hit atrás de hit e posicionando de forma certeira faixas de seu repertório atual, como Você pra Mim, Double Love Amor em Dose Dupla e Outro Sim, algumas das muitas boas novidades pinçadas de seu último trabalho.

Claro, são os hits que fazem o povo dançar, mas impressiona o carisma de Fernanda e como o seu discurso hoje se faz ainda mais necessário. Dona do feeling que a torna o fio entre as classes sociais que tanto se polarizam nesse momento no país, a artista carioca se recusa a ver a banda passar, dando uma condição bem mais engajada que outrora ao seu trabalho.

São nessas horas que hits como Tambor, Rio 40º e Brasil é o País do Suingue se mostram tão necessárias. Enquanto muita gente tenta esquecer – ou ignorar – a condição do estado que tanto trouxe ao país, Fernanda brada em seus hits a energia positiva que não só ela, mas todo povo carioca tem e precisa demonstrar mais do que nunca.

E dança, dança mais do que qualquer um pode imaginar. Presta homenagens e solta a voz em medleys que evocam do movimento Black Rio até a Furacão 2000. E mostra que sua música é grande, assim como a cultura carioca.

Em um show que surpreendeu muitos dos que tiveram a chance de vê-la pela primeira vez, inclusive esse que vos escreve, Fernanda Abreu mostrou que tem hoje um dos melhores shows do país quando o assunto é diversão, tudo isso sem esquecer dos problemas, encarados de cima e com uma artista que desafia o tempo com o corpo e a voz.

A música passa por aqui.

Email:

contato@revistasom.com.br

Fone:

11 98022.7441

Mídias Sociais