All for Joomla All for Webmasters

A Ao vivo

Feist - Cine Joia/SP (23.10.12)

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

E então Feist veio finalmente ao Brasil. A cantora canadense já era esperada desde 2007, quando cancelou sua apresentação no Tim Festival por causa de uma crise de labirintite. Demorou, mas só em São Paulo foram duas apresentações, no Cine Jóia, dias 22 e 23 de outubro, pelo projeto Popload Gig.

 

E o segundo show foi excelente, mesmo com vários problemas de microfonia e acústica - o Cine Jóia, definitivamente, não é a melhor casa de shows de São Paulo, sem falar na péssima localização.

 

Feist se apresentou em São Paulo em duas datas pelo Popload Gig - Créditos: Juliana Ronconi
Feist se apresentou em São Paulo em duas datas pelo Popload Gig - Créditos: Juliana Ronconi

 

Quem acompanha a carreira da moça, sabe que os discos de Feist não são dos mais agitados. E ela entrou sozinha, com violão, para cantar a balada Intuition, do disco The Reminder – lançado em 2007, foi o álbum que a tornou conhecida por aqui. Tudo indicava um show intimista, mas Feist contrariou as expectativas e pôs a banda de apoio para carregar na guitarra e na percussão. Músicas como The Bad In Each Other e My Moon My Man ganharam arranjos com um toque a mais de rock and roll e muita animação da cantora, que estava visivelmente feliz de estar no Brasil e encantada com uma nova palavra adicionada ao seu vocabulário: “caipirinha”.

 

A voz de Feist, mesmo nos discos, soa frágil; no show, parece que vai acabar a qualquer momento, mas, surpreendentemente, se segura perfeitamente durante toda a apresentação – e, por vezes, vem um grito que faz a pessoa pensar “mas de onde saiu essa voz?”. O que não deixa de ser uma bela surpresa.

 

Feist é uma frontwoman experiente e soube cativar o público nessa apresentação, alternando baladas com faixas mais rápidas. O setlist, naturalmente, privilegiou canções do trabalho mais recente, Metals, lançado em 2011. Mas não poupou antigas conhecidas como Mushaboom, que ganhou um arranjo totalmente diferente do que consta no álbum Let It Die, So Sorry, que o público acompanhou em coro, e Sea Lion, cover de Nina Simone que está também em The Reminder. Só faltou a dançante One, Two, Three, Four, que segundo consta, Feist não canta mais em seus shows.

 

O show contou ainda com Lover's Spit, cover do Broken Social Scene, banda da qual Feist fez parte por algum tempo, no início dos anos 2000.

 

Feist se apresentou em São Paulo em duas datas pelo Popload Gig - Créditos: Juliana Ronconi
Feist se apresentou em São Paulo em duas datas pelo Popload Gig - Créditos: Juliana Ronconi

A apresentação durou pouco mais de uma hora e meia e contou com dois momentos de bis. O primeiro terminou com Let It Die, faixa do disco homônimo, de 2004. No segundo momento, Feist cantou sozinha Secret Heart, também do Let It Die, e que é um cover do canadense Ron Sexsmith. E assim deixou o público paulistano, com uma boa impressão e uma vontade de que essa seja a primeira de muitas vezes que Feist se apresente por aqui.

A música passa por aqui.

Email:

contato@revistasom.com.br

Fone:

11 98022.7441

Mídias Sociais