All for Joomla All for Webmasters

A Ao vivo

Skol Sensation - Anhembi/SP (02.06.12)

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

Realizado pela quarta vez no país, a última edição do Skol Sensation repetiu na últilma noite de sábado o sucesso de suas edições anteriores levando ao Pavilhão do Anhembi aproximadamente 40.000 pessoas com o tema Celebrate Life with Beats. No comando da imensa pirâmide de luzes estavam nomes expressivos da música eletrônica como Armand van Helden, o holandês Fedde Le Grand e Joris Voorn, que tocou ao lado de 2000andOne; Mr White, Dennis Ferrer e Wehbba completaram o time.

Com DJs voltados para vertentes da house music, o line up mais homogêneo dividiu opiniões e muita gente sentiu falta de nomes mais expressivos do trance europeu, responsável por ótimos bons momentos nas edições anteriores.

Com sets bastante seguros e quase irrepreensíveis, não há como se questionar a qualidade dos DJs escolhidos pela produção para a edição brasileira. Mr White fez o papel de mestre de cerimônias, Dennis Ferrer não ousou tanto quanto se esperava, mas se saiu bem, Armin van Helden trouxe a história da house music com clássicos como You Don’t Know Me, I Want Your Soul e seus trabalhos mais recentes com o Duck Sauce, com o hit Barbra Streisend e Big Bad Wolf, deixando para o final o apoteótica The Funk Phenomena, sucesso na década de 90.

O Sensation Megamix, muito mais simples que nas versões anteriores e sem nenhuma performance adicional agradou, mas a pista só voltou a empolgar com a entrada do holandês Fedde Le Grand, que realizou o melhor set da noite, também por ter iniciado sua apresentação durante o “horário nobre” da festa. O back 2 back de Joris Voorn e 2000andOne manteve a empolgação do público, que começou a se dispersar durante o bom set do brasileiro Wehbba, respeitando todos os horários.

Embora com muita música de qualidade, a quarta edição do Skol Sensation provou que nem só de boas atrações se faz um evento de sucesso. Filas nas bilheterias no início da noite para a retirada dos ingressos já davam sinais de que a noite ainda guardaria muitas outras surpresas ao público que se vestiu de branco. A promessa de 40.000 pares de luvas aos presentes não passou de especulação e não chegou nem a 40% do público. Além disso, banheiros congestionados e inundados pouco tempo depois do início da festa eram algumas das dores de cabeça do evento.

E quem dera os problemas acabassem por aí, afinal, controlar um público tão grande sempre acarreta problemas estruturais, mas a edição 2012 do Skol Sensation será marcada pela quantidade absurda de furtos registrados em apenas seis horas de evento. De acordo com números levantados junto aos balcões de informação, mais de 2.000 ocorrências foram registradas, um número assustador para um evento desse porte. A redução do espaço onde está localizada a pista fez com que o público se aproximasse demais, a ponto de facilitar a ação de quem não foi ao evento com boas intenções, problemas que necessitam urgentemente ser corrigidos para o próximo ano.

Globalmente a marca Sensation é consagrada em todo mundo e não pode ser manchada no Brasil por questões como essas, principalmente ao considerar que seguranças e boa parte das equipes dos bares mais pareciam ter ido para curtir o evento do que propriamente realizar um trabalho – não era difícil obter cervejas sem fichas ou ver seguranças assediando o público.

Apesar de todos os problemas, o saldo geral acaba sendo positivo pelo Skol Sensation realmente ter transformado a música em um conceito, além de levar ao evento um público tão grande mesmo diante de um calendário tão concorrido como o brasileiro. Fica a esperança de que em 2013 a única lembrança para o público seja a música e o incrível mar de branco desenhado pelo público, uma ideia que nos últimos três anos consolidou o Skol Sensation como um dos mais importantes eventos do país.

A música passa por aqui.

Email:

contato@revistasom.com.br

Fone:

11 98022.7441

Mídias Sociais