All for Joomla All for Webmasters

E Entrevistas

Previous Next

Entrevista NO TE VA GUSTAR

User Rating: 0 / 5

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

Não é a primeira vez no Brasil, mas a primeira em São Paulo e eles não escondem a empolgação. Formado há mais de duas décadas, a banda uruguaia No Te Ve Gustar vem ao país como uma das principais atrações do Mucho! Festival, evento que ainda tem em seu line up Kevin Johansen + The Nada e a banda brasileira francisco, el hombre.

Considerada um dos principais grupos do Uruguai, o No Te Va Gustar costuma tocar em estádios para 40 mil pessoas, além de ser figurapresente em vários festivais. Já participou do Vive Latino (México), do Rock al Parque (Colombia), do Personal Fest (Argentina), entre outros.

Às vésperas de lançar seu novo álbum (NE: o disco sai exatamente na mesma época do show da banda por aqui), o Passagem de Som conversou com Emiliano Brancciari sobre a turnê pelo Brasil, a distribuição de música no continente e diversos outros assuntos. Confira abaixo!

A participação no MUCHO! Festival e a realização de um evento com bandas latinas
Emiliano Brancciari: Estamos muito entusiasmados com a ideia de voltar ao Brasil e ir pela primeira vez a São Paulo. O Brasil é um país com uma tradição musical enorme e esse tipo de evento faz com que as pessoas pensem em um intercâmbio cultural mais fácil.

A barreira do idioma
Emiliano Brancciari: Talvez seja verdade a dificuldade existente sobre a questão do idioma, mas existe de qualquer maneira – e há muito tempo – uma ótima relação entre o rock brasileiro e as bandas do outro lado do Rio da Prata. Claro que você tem que trabalhar mais para fazer este relacionamento crescer, mas a língua não deve ser uma barreira. Para nós há pessoas que querem ouvir a nossa música, e muitas. Nós não precisamos nos tornar populares ou encher um estádio para ter a chance de ir até um lugar tocar.

A identidade do rock latino
Emiliano Brancciari: Bem, com certeza o reggae e ska são parte do DNA do rock latino, mas também o som diversificou muito nos últimos anos. Felizmente, eu acho que o que é feito na América Latina, sem dúvida, tem um grande potencial e tem um caráter em particular que não é encontrado em outros lugares. Por isso é importante que haja um reforço dos laços culturais entre nossos países, juntos podemos fazer mais barulho.

O lançamento do álbum El Tiempo Otra vez Avanza e o legado da carreira
Emiliano Brancciari: O momento mais importante da banda é sempre agora, estamos felizes com tudo o que passou até a época do lançamento de El Tiempo Otra Vez Avanza, mas agora estamos concentrados em nosso novo disco, que esperamos lançar em meados de maio.

A importância da música digital para a aproximação da música latina
Emiliano Brancciari: As plataformas digitais tornaram aberto e próximo todo o panorama musical do continente, não só aos músicos, mas ao público. Vivemos tempos muito empolgantes onde o acesso à música é muito mais fácil que antes.

A relação entre música e política
Emiliano Brancciari: A música e a política não deveriam nunca caminhar lado a lado. Lamentavelmente nem sempre isso é possível.

O Uruguai na rota de shows internacionais
Emiliano Brancciari: Que muitas bandas internacionais venham sempre ao Uruguai! Isso é ótimo porque ajuda a cena a crescer, mas para realmente ajudar a desenvolver as bandas locais e dar-lhes melhores oportunidades e mais lugares para tocar a partir daí.

 Novos formatos e a função das grandes gravadoras na atualidade
Emiliano Brancciari: As plataformas digitais tornam possível para a sua música alcançar lugares onde antes era impossível. Tentamos estar em todos os formatos, este novo álbum será lançado em vinil, CD e digital. Acredito que as grandes gravadoras ainda estão procurando seu lugar nesse novo cenário que muda todo dia. Às vezes agem certo, às vezes não...

Futuro
Emiliano Brancciari: Nosso novo álbum vai ser lançado em meados de maio e então sairemos em turnê. Temos shows programados pela Argentina, México, Estados Unidos, Colômbia, Paraguai e Uruguai.

A música passa por aqui.

Email:

contato@revistasom.com.br

Fone:

11 98022.7441

Mídias Sociais