All for Joomla All for Webmasters

E Entrevistas

Entrevista JAVIER COLlNA

User Rating: 0 / 5

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

Considerado um dos melhores contrabaixistas do cenário atual, Colina foi um autodidata. Sua trajetória musical inclui parcerias com nomes consagrados do jazz como George Cables, Tete Montoliu, Chucho Valdés. No flamenco, colaborou com nomes como Tomatito, El Bola, Pepe Habichuela, Diego El Cigala. Colina também fez uma parceria musical com os cubanos Compay Segundo, Pancho Amat e Bebo Valdés e gravou o disco Si te contara, em que mescla jazz com sons cubanos. Seu último trabalho é En la imaginción, com a cantora catalã Silvia Perez Cruz, uma revisão de clásicos da música cubana.

Um dos grandes nomes da música flamenca, Javier Colina conversou com o Passagem de Som sobre mais uma passagem pelo país e as expectativas com o festival Estrella Galicia ao lado de grandes nomes do gênero.

Um dos grandes nomes da música flamenca, Javier Colina coleciona participações ao lado de grandes jazzistas - Créditos: Divulgação

Entrevista JAVIER COLlNA

A realização do festival no Brasil
Javier Colina:
Nossas expectativas para o show são de mostrar a música que estamos fazendo agora na Europa para as pessoas no Brasil, e compartilhar essa experiência tão emocionante de trabalhar junto de artistas brasileiros em um mesmo projeto artítico. Nesse caso nós estamos trabalhando com Filipe Catto e preparamos algumas músicas juntos. Vocês vão ter algumas surpresas nesse show!!

O flamenco no mundo da música
Javier Colina:
Toda a música está relacionada da mesma forma que os seres humanos. No entanto existe a diferença pela origem e pela teoria musical de cada uma delas, essas diferenças são uma inspiração tanto para flamenco e acho que também para MPB. Hoje a conexão entre diferentes tipos de música está mais perto do que nunca.

A renovação da música flamenca
Javier Colina:
Vejo com um otimismo moderado essa renovação porque com todas as possibilidades que a internet deu à música nos últimos anos, muitas vezes a música chega até nós com uma certa homogenização. Isso faz com que novos artistas acabam recebendo vários tipos de música do mundo e precisem ser realmente curioso para pesquisar mais sobre cada uma delas.

O inserção da música flamenca em outras vertentes
Javier Colina:
Eu sempre me pergunto se esta é uma nova realidade na música ou se é a vontade de algumas pessoas na indústria fonográfica. Mas posso te garantir que sempre haverá pessoas que amam a liberdade na forma em que fazem música. Tanto os artistas como o público.

Colaborações
Javier Colina:
Eu tenho colaborado com muitos grandes artistas de vários gêneros e culturas diferentes, com quem compartilharam experiências incríveis! Entre eles Pat Metheny, Michel Camilo, Toumani Diabaté, Tete Montoliu, Chucho Valdés e Jerry González. Também tive a chance de trabalhar com grandes artistas de flamenco como Tomatito, Pepe Habichuela, Diego El Cigala e Enrique Morente, assim como alguns dos maiores músicos cubanos, caso de Compay Segundo, Pancho Amat e muito especialmente Bebo Valdés, tanto no projeto Lágrimas Negras, que acabou rendendo um espetáculo e um álbum nos Estados Unidos. Eu aprendi com todos eles, tanto como artistas e como grandes seres humanos.

O flamenco e a internet
Javier Colina:
A indústria, obviamente, está interessada em projetos que maximizam os seus lucros. Atualmente, e infelizmente, projetos artísticos que vendem em quantidades menores tendem a desaparecer. Eu acredito que nós precisamos procurar novos canais para se conectar com o público e trabalhar mais em um nível de "guerrilha", explorando as oportunidades da internet, porque o público ainda está lá.

O legado de Paco de Lucía
Javier Colina:
Eu acredito que Paco de Lucía dividiu a história da guitarra flamenca e da guitarra de forma geral de duas formas: antes e depois dele. Eu o vejo como uma influência para mim, mas também para toda a música flamenca e qualquer pessoa no mundo que ame uma guitarra e um solo profundo que toque sua alma! Nós realmente sentimos sua falta desde que se foi no último ano.

Futuro
Javier Colina:
Existem vários projetos para 2016 que estou trabalhando. O mais importante deles é o meu primeiro álbum com Josemi Carmona (De Cerca – Close to You), que é muito especial e estou empolgado com ele e seu lançamento no próximo ano. Também estou trabalhando com diversos projetos e com ótimos artistas como Toumani Diabate e a cantor Silvia Pérez Cruz.

A música passa por aqui.

Email:

contato@revistasom.com.br

Fone:

11 98022.7441

Mídias Sociais