All for Joomla All for Webmasters

L Lançamentos

Previous Next

Godsground - The Golden Age

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

Antes de falar do Godsground, banda que foi rapidamente associada ao movimento stoner rock após seu EP lançado no primeiro semestre desse ano, é preciso entender o que é essa vertente, que vem sendo a bola da vez em 2016 e responsável por uma considerável revigorada no rock.

Some a psicodelia da década de 70 encontrada em nomes como Blue Cheer e Vanilla Fudge aliada ao peso de bandas como o Motorhead, que embora considerado heavy metal por uma quantidade imensa de fãs sempre fez questão de dizer que fazia rock and roll. Pronto, agora sabemos o que é o stoner rock. Vamos ao grupo em questão.

Formado na Alemanha há quatro anos, o Godsground é uma daquelas gratas surpresas que a música nos deu em 2016. Pesado, rápido e repleto de distorções, a banda lança agora seu primeiro álbum cheio, The Golden Age, e tem tudo para fincar de vez o pé na cena e começar a construir sua história.

Pesado e rápido, The Golden Age diz muito em pouco tempo e faz de suas sete faixas uma verdadeira tempestade de areia. São riffs, vocais ao melhor estilo Lemmy Kilmister e meio a um caos coordenado pelo vocalista Tom e seu trio formado pelo baterista Ronnz, o guitarrista Johannes Schnatz e o baixista Gregor Zirngibl.

Definido pela própria banda como “desert rock”, o som do Godsground mais joga areia nos olhos do que define sua estética do jeito certo. Mais arrastado que o som de bandas como Vintage Caravan e Radio Moscow, que vieram ao Brasil esse ano, o quarteto alemão se aproxima muito mais do grunge do que do stoner propriamente dito. Isso fica nítido de cara com Hunted Man.

Com um trabalho que vez por outra parece se arrastar a ponto de soar letárgico, invocando elementos de doom metal como em Nashville e Black Roses, na maior parte do tempo o disco empolga. Isso acontece especialmente em Lies, uma daquelas músicas onde a única coisa que precisamos saber é que é rock and roll, tal qual sempre disse Lemmy Kilmister.

E ainda que não dê a sensação de que possa mudar os rumos do rock, o que seria muita pretensão, é impossível não se animar com The Golden Age, tamanha sua vitalidade em cada faixa executada.

Dando sequência a uma enormidade de registros que fazem do stoner rock a bola da vez nesse ano, o disco de estreia do Godsground ainda consegue se destacar por trazer uma boa variação entre suas faixas. Deeds of a Drunken Boy, que encerra o disco, joga a última pá de cal.... ops, terra em um trabalho intenso e muito, mas muito barulhento.

Com uma arte lindíssima ao melhor estilo Hieronymus Bosch, tanto The Golden Age como o EP de estreia da banda estão disponíveis online. Acesse http://godsground.bandcamp.com/ e aumente o volume. A satisfação é garantida.

A música passa por aqui.

Email:

contato@revistasom.com.br

Fone:

11 98022.7441

Mídias Sociais