All for Joomla All for Webmasters

L Lançamentos

Previous Next

Skylar Grey - Natural Causes

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

Você provavelmente não conhece Skylar Grey por sua carreira solo. Dona de parcerias que passam por nomes que vão de Moby e Eminem a David Guetta, a cantora americana possui – além da música – uma carreira que pode ser chamada de multimídia em sua essência, colecionando papéis na TV e no cinema.

Ainda assim o foco de Skylar Grey é a música. Seu novo álbum, Natural Causes, é um mergulho na antítese do pop colorido que ilustra o mainstream nos últimos anos. Com a participação de Eminem e alguns dos maiores produtores de hip hop da atualidade, caso de Mike Elizondo e Mark Batson, a cantora realiza um trabalho sombrio e intrigante em uma verdadeira aula de pop às avessas.

Flutuando por entre sua doce voz, ecos de Radiohead e Massive Attack em um trabalho que tem tudo para ilsutrar as madrugadas de inúmeros insones mundo afora. Composto por 13 faixas, o disco abusa das quebras de melodia e abre caminho para a voz quase sussurrada de Skylar, como em Come Up for Air, primeiro single do disco.

Kill For You, que apresenta a contribuição (ou retribuição?) de Eminem é outra que se destaca em um repertório que se aproxima ainda mais da realidade do Massive Attack. Soando sombria e densa, tira da zona de conforto até mesmo o sisudo rapper. E essa tônica de batidas aparentemente desconexas que aos poucos ganham forma se repete em Lemonade, uma das melhores do disco.

Lento, Natural Causes não é um disco fácil. Em alguns momentos a sensação é de que Skylar vive uma realidade particular demais para ser considerada uma cantora pop. Off Road, faixa que teve seu clipe lançado na tecnologia 360º, intriga pela forma como se desenrola em um ambiente tão inóspito construído para a voz de Skylar, que canta como se andasse sobre ovos e se libertasse em um belo refrão.

O lado mais humano da cantora americana surge em Moving Mountains e Picture Perfect, as mais introspectivas de um disco tão complexo quanto suas melodias. Com repertório testado ao vivo durante a turnê que realizou nesse ano com a banda X-Ambassador, Skylar parece esconder algo dentro de sua própria voz enquanto deixa a mesma trabalhar sozinha. We Used To Be Bad é seguramente a maior prova disso, onde parece engolida pelo pontual instrumental.

E após uma estrada tortuosa, o pop cinza de Skylar Grey se encerra com o piano de Closer, uma faixa que Trent Reznor seguramente aprovaria.

Definitivamente não é um processo fácil digerir Natural Causes. Introspectivo como sua intérprete, o disco parece se recusar a abrir uma porta, custando ao ouvinte encontrá-la para entrar dentro de um universo cinza e repleto de labirintos.

Ao fim da audição – e recomenda-se várias vezes a mesma – o que se tem mais nítido é que a procura por Skylar por artistas tão diferentes não é a toa. Versátil, a cantora americana é capaz de levar um pouco de tudo que aprendeu com cada artista para onde desejar, inclusive para lugar nenhum.

A música passa por aqui.

Email:

contato@revistasom.com.br

Fone:

11 98022.7441

Mídias Sociais